Logo Cnj 
Logo Cnj 
Portuguese English Spanish
 

GT Caso Pinheiro do MPF/AL oficia Minas e Energia e CPRM para garantir participação de moradores em audiência pública

Laudo parcial será divulgado dia 8 de maio, no auditório da Justiça Federal, com limitação de espaço'

 

Arte mostra ao fundo a imagem de um piso rachado e em primeiro plano a palavra Pinheiro escrita em letras verdes

O Grupo de Trabalho (GT) do Ministério Público Federal (MPF) sobre o Caso Pinheiro em Alagoas oficiou ao Ministério de Minas e Energia (MME) e à Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM – empresa governamental brasileira, vinculada ao MME, que tem as atribuições de Serviço Geológico do Brasil) visando garantir a efetiva participação da comunidade diretamente interessada na Audiência Pública para divulgação do Laudo Parcial da CPRM, convocada para próxima quarta-feira (8), no auditório da Justiça Federal em Alagoas.

O ofício expedido pelas procuradoras da República Cinara Bueno, Niedja Kaspary, Raquel Teixeira e Roberta Bomfim considera a limitação física do espaço do auditório, que conta com 340 lugares, para requerer que seja reservado, ao menos, um terço dos assentos disponíveis à comunidade envolvida.

A organização do evento cabe ao MME e à CPRM, que têm até a próxima segunda-feira (6) para se manifestarem sobre uma lista de questionamentos do GT Caso Pinheiro, entre eles: o roteiro da audiência, o convite de autoridades e moradores, as inscrições e o tempo para cada manifestação, o cadastramento da imprensa, a segurança do evento, bem como a disponibilização de contato para eventuais questionamentos futuros da população.

As procuradoras destacaram no ofício que, dentre os interessados, estão: a bancada federal de deputados e senadores, a bancada estadual, os vereadores, os órgãos públicos estaduais e municipais, a UFAL, os órgãos do sistema de Justiça, os hospitais localizados na região mapeada, a associação de moradores do bairro, o Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec), a Federação das Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Alagoas (Famecal), o Movimento SOS Pinheiro, a Associação dos Empresários do Pinheiro, entre outros.

Ofício ao MME.

Ofício à CPRM.

Saiba mais sobre a atuação do MPF no Caso Pinheiro.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Alagoas
(82) 2121-1485/9.9117.4361
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
twitter.com/mpf_al
 
Atendimento ao cidadão em Maceió (AL)
(82) 2121-1400
 
 
Fonte: Ministério Público Federal

     

SENP, Quadra 514 Norte,
Lote 9, Bloco D
Brásilia - DF, 70760-544

 

  • (61) 2326-5000

SAFS, Quadra 2 Lote 3
Edificio Adail Belmonte
Brásilia - DF, 70070-600

  • (61) 3366-9100