Logo Cnj 
Logo Cnj 
Portuguese English Spanish
 

Chacina de Unaí

Em 28 de janeiro de 2004, os auditores fiscais do Ministério do Trabalho Nélson José da Silva, João Batista Soares Lage e Eratóstenes de Almeida Gonçalves, e o motorista Aílton Pereira de Oliveira foram assassinados em uma emboscada na região rural de Unaí. Eles investigavam denúncias de trabalho escravo na região. O episódio ficou conhecido como a chacina de Unaí.

Oito pessoas foram denunciadas pelo MPF em Minas Gerais como responsáveis pela chacina: quádruplo homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, mediante paga de recompensa e sem possibilidade de defesa das vítimas.

O julgamento dos três pistoleiros ocorreu em 2013. Os três réus foram condenados e já cumprem pena: Erinaldo de Vasconcelos Silva pegou 74 anos de prisão após fazer acordo de delação premiada com o MPF; Rogério Alan Rocha Rios foi condenado a 94 anos de reclusão e William Gomes de Miranda, que teve participação de menor importância, foi condenado a 54 anos de prisão.

Em 2015 foi a vez de os mandantes serem julgados pelo júri federal de Belo Horizonte. Embora condenados, ainda estão soltos. Um deles, o ex-prefeito de Unaí, Antério Mânica (eleito prefeito dentro da prisão), que fora sentenciado a quase 100 anos de prisão, teve a decisão anulada pelo TRF-1 em decisão de 19 de novembro de 2018 e vai a novo júri. A decisão dos 7 jurados mineiros teria sido manifestamente contrária à prova dos autos.

Seu irmão Norberto Mânica foi inicialmente condenado a 98 anos, mas sua pena foi reduzida para algo além dos 65 anos de prisão. O cerealista José Alberto de Castro, que fora condenado a mais de 96 anos de prisão, teve sua pena reduzida para pouco mais de 58 anos, após o julgamento da apelação. Um dos intermediários da chacina, Hugo Pimenta, cuja pena era de mais de 47 anos, cumprirá 31 anos e 6 meses de reclusão. As decisões foram tomadas pela 4ª Turma do TRF-1, em Brasília.

     

SENP, Quadra 514 Norte,
Lote 9, Bloco D
Brásilia - DF, 70760-544

 

  • (61) 2326-5000

SAFS, Quadra 2 Lote 3
Edificio Adail Belmonte
Brásilia - DF, 70070-600

  • (61) 3366-9100