Logo Cnj 
Logo Cnj 
Portuguese English Spanish
 

Luta diária e empreendedorismo mantêm esperança de vítimas do desastre em Mariana

Dois anos após o rompimento da Barragem de Fundão, que destruiu totalmente o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), muitos trabalhadores encontram no empreendedorismo uma saída para as dificuldades financeiras e alimentam a esperança da construção de uma nova cidade, para realocação de todos os que perderam suas casas. Uma reportagem especial da TV TST, exibida esta semana no programa Jornada, mostra a luta diária desses trabalhadores.

Considerado a maior tragédia ambiental brasileira, o rompimento da barragem da Mineradora Samarco, em novembro de 2015, ocasionou uma forte enxurrada de lama, que, além de destruir completamente Bento Rodrigues, acabou com a vida do Rio Doce, poluindo-o com rejeitos da barragem. O acidente resultou na morte de 19 pessoas e cerca de 600 pessoas ficaram desabrigadas.

Depois da tragédia, grande parte dos moradores locais perdeu as fontes de sustento. Desde dezembro de 2015, a Samarco, que pertence à Vale BHP Biliton, se comprometeu, com o Ministério Público, por meio de um termo de ajustamento de conduta, a pagar moradia para as famílias atingidas, além de auxílio financeiro.

Muita gente teve que encontrar formas de recomeçar, já que maioria dos moradores da cidade destruída vivia da agricultura. Para complementar a renda, trabalhadores como a agricultora Geralda Alves misturam a força de viver com iniciativas empreendedoras. “Às vezes a gente até pensa que é um sonho ainda”, diz Geralda. “É muito difícil, mas aos poucos a gente vai se reerguendo”.

Fonte: TST

     

SENP, Quadra 514 Norte,
Lote 9, Bloco D
Brásilia - DF, 70760-544

 

  • (61) 2326-5000

SAFS, Quadra 2 Lote 3
Edificio Adail Belmonte
Brásilia - DF, 70070-600

  • (61) 3366-9100