Logo Cnj 
Logo Cnj 
Portuguese English Spanish
 

Caso Kiss: músico depõe em Santa Maria

Depoimento foi prestado no Fórum de Santa Maria

Marcelo de Jesus dos Santos, vocalista da banda "Gurizada Fandangueira" e réu no processo da tragédia da Boate Kiss, prestou depoimento na tarde desta terça-feira, 24, no Fórum de Santa Maria. Os Promotores de Justiça Joel Dutra e Maurício Trevisan interrogaram o réu.

"O interrogatório foi dentro do esperado; ele tentou se desonerar da causa do início do fogo, mas confirmou que teve o artefato em mãos, que havia uma música cuja letra justificava levantar o braço e direcionar até a espuma que queimou, e ratifica também que teve acesso ao sistema de som para avisar as pessoas de saírem do local, mas não o fez. Por outro lado, esclareceu que todos os integrantes da banda conseguiram sair de dentro da boate. Isso, na nossa visão, reforça a opinião de que ele poderia ter avisado as pessoas que lá dentro estavam do que acontecia e talvez mais jovens pudessem ter se salvado", disse o Promotor de Justiça Maurício Trevisan.

Cerca de 120 familiares e amigos das vítimas acompanham os depoimentos. Nesta quarta-feira, 25, será a vez de outro integrante da banda, o produtor de palco Luciano Bonilha Leão. Nos dias 2 e 3 de dezembro, prestarão depoimento os proprietários da casa noturna: Elissandro Spohr, o Kiko, e Mauro Hoffmann. Kiko será ouvido em Santa Maria e Mauro Hoffmann em Porto Alegre.

A sessão foi presidida pelo titular da 1ª Vara Criminal, Juiz Ulysses Fonseca Louzada. Eles foram denunciados por 242 homicídios cometidos com dolo eventual triplamente qualificado - pelo motivo torpe e emprego de fogo, asfixia ou outro meio insidioso ou cruel que possa resultar perigo comum -, além de 636 tentativas de homicídio. Os quatro réus - que foram presos no final de janeiro e início de março de 2013 - foram libertados no dia 23 de maio do mesmo ano.

O processo se encontra na fase final de instrução. Foram ouvidas mais de 180 pessoas, entre sobreviventes, testemunhas e peritos. Após os depoimentos dos réus, o Juiz receberá as alegações finais do MP e das defesas e irá decidir se os quatro acusados irão a Júri popular.

TRAGÉDIA

Na madrugada de 27 de janeiro de 2013, uma festa universitária na boate Kiss, Centro de Santa Maria, acabou se tornando uma das maiores tragédias do país. No palco, se apresentava a Banda Gurizada Fandangueira, quando um dos integrantes disparou um artefato pirotécnico, atingindo parte do teto do prédio, que pegou fogo. O incêndio causou a morte de 242 pessoas e deixou mais de 600 feridos. As responsabilidades são apuradas em seis processos judiciais. O principal tramita na 1ª Vara Criminal da Comarca, foi dividido e originou outros dois (falso testemunho e fraude processual).

Em dezembro passado, o Ministério Público encaminhou nova denúncia contra 34 pessoas por falsidade ideológica, bem como ofertou aditamento à denúncia de falso testemunho, incluindo novos fatos e novos denunciados.

 

Fonte: MPRS

     

SENP, Quadra 514 Norte,
Lote 9, Bloco D
Brásilia - DF, 70760-544

 

  • (61) 2326-5000

SAFS, Quadra 2 Lote 3
Edificio Adail Belmonte
Brásilia - DF, 70070-600

  • (61) 3366-9100