Logo Cnj 
Logo Cnj 
Portuguese English Spanish
 

Abastecimento de água volta a ser tema de audiência

Nesta quinta (24/10), às 13h, será realizada mais uma audiência entre as instituições de Justiça e a Vale, no processo que apura os danos causados pela mineradora com o rompimento da barragem de rejeitos da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, em janeiro deste ano.

A captação de água no Rio das Velhas e o abastecimento de água potável em Belo Horizonte e na Região Metropolitana estarão ainda em pauta. O juiz Elton Pupo Nogueira deseja que as partes apresentem provas de que a captação de água não está causando danos ambientais para o Rio das Velhas.

Desde o rompimento da barragem, a captação de água no Rio Paraopeba está suspensa, uma vez que o rio foi atingido pela lama de rejeitos. Um novo ponto de captação está sendo construído pela Vale, após determinação judicial.

A oitiva de testemunhas continua na audiência desta quinta, quando o juiz ouvirá relatos sobre os danos causados à fauna.

Última audiência

Na audiência realizada em 17/10, o juiz Elton Pupo Nogueira ouviu três testemunhas sobre o nível de reserva de água do Sistema Paraopeba, a atual captação no Sistema Rio das Velhas e o eventual risco de racionamento de água na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O juiz determinou ainda que a Vale se manifestasse sobre o impacto das outorgas de água que a empresa possui no Rio das Velhas, devendo demonstrar se toda a água que utiliza retorna para o rio. Essas informações devem estar inseridas no processo até a audiência de amanhã.

Fonte: TJMG

     

SENP, Quadra 514 Norte,
Lote 9, Bloco D
Brásilia - DF, 70760-544

 

  • (61) 2326-5000

SAFS, Quadra 2 Lote 3
Edificio Adail Belmonte
Brásilia - DF, 70070-600

  • (61) 3366-9100